Intenção de empreender aumenta 22% nos últimos dois anos

Pesquisa do Instituto Data Popular mostra que 28% dos brasileiros querem ter o próprio negócio. No Nordeste, o índice é ainda maior: 33%

A vontade do brasileiro de ser dono do seu próprio negócio cresceu 22% em dois anos. Pesquisa do Instituto Data Popular, divulgada no último dia 23, mostra que 38,5 milhões de pessoas no país com mais de 18 anos, ou seja, 28% dessa população, têm a intenção de empreender em 2015. Em 2013, eram 23%. Na região Nordeste, essa intenção é ainda maior que a média nacional: 33% querem empreender.

De acordo com o levantamento, 78% das pessoas que querem empreender já se preparam para abrir o próprio negócio: 38% pesquisam a área que desejam; 28% guardam dinheiro para investir e 12% se aperfeiçoam em cursos e estudos.

Para boa parte dos brasileiros que querem empreender, a possibilidade de ganhar mais, crescer profissionalmente e de não ter chefe são os principais motivos que incentivam a abertura do próprio negócio.

De acordo com o presidente do Data Popular, Renato Meirelles, o achatamento do salário impulsiona a vontade de ser o dono do próprio negócio e o empreendedorismo garante o aumento da renda da família. Para o superintende do Sebrae Paraíba, Walter Aguiar, o empreendedorismo por necessidade pode se transformar em uma grande oportunidade.

“Ficar desempregado ou querer trocar o emprego com baixo salário por um negócio próprio de sucesso fazem com que o empreendedor perceba nichos de mercado que ainda não foram explorados. O fato do mercado não estar aquecido pode ser positivo para um empreendedor inovador que identifica desafios. A necessidade pode se tornar uma grande oportunidade de negócio”, afirmou.

Ele ainda acrescentou que é preciso planejamento e capacitação para que a mudança na vida profissional não se torne um grande risco. “É preciso estar antenado com o mercado para saber qual a melhor forma de empreender. O Sebrae oferece orientações e capacitações para quem vai iniciar um negócio ou para quem quer aumentar a competitividade de sua empresa”, completou.

Foi com esse planejamento e informações sobre o mercado que Maurício Guimarães formalizou sua empresa no início deste ano. Funcionário da Embratel há 16 anos, há três meses ele resolveu pedir demissão e investir na sua empresa de consultoria e coaching. “Eu já conhecia o mercado e dividia meu tempo entre consultorias e meu emprego. Chegou um momento que tive que decidir entre os dois e, finalmente, formalizei minha empresa. Agora, com mais tempo, posso me dedicar melhor e ter mais clientes”, completou.

A pesquisa do Data Popular foi realizada entre os dias 18 de abril e 9 maio com 2.000 pessoas, em 140 municípios de todo o Brasil. O levantamento aponta que 78% das pessoas que quererem empreender já estão tomando algumas iniciativas como forma de se preparar para abrir o próprio negócio – 38% estão pesquisando a área que deseja atuar, 28% estão guardando dinheiro para investir e 12% estão se aperfeiçoando com cursos e estudos.

No estudo, não foram revelados dados por Estados. Dentre as regiões, a Norte é a que concentra o maior percentual de pessoas com vontade de empreender – 55%, seguida do Nordeste, com 33%, Sul, com 26%, Centro-Oeste, com 24% e Sudeste, com 24%. Entre os interessados, 53% são homens e 47% mulheres; 50% são da classe média, 28%, da alta e 22%, da baixa; 54% têm entre 18 e 35 anos, 19% entre 36 e 45 anos.

Fonte: ASN-PB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s